top of page

Territórios de Resistência

Direção de Arte/Identidade Visual, 2021

Fruto de uma parceria entre o Sesc Ipiranga, o Museu do Ipiranga e a Universidade de São Paulo (USP), a obra parte do registro da última atividade realizada durante a Ocupação Museu do Ipiranga, em 2019, para ressignificar o trabalho na perspectiva do audiovisual.


Estruturado em quatro partes – Narrativas em Disputa, Florestanias, Sertanias e Ribeirias –, o documentário evidencia o contínuo processo de exploração dos territórios e as violências incessantes para estabelecer um controle hegemônico que desconsidera os modos de existência, os direitos e saberes de seus habitantes, e discute o papel ativo dos espaços físico e simbólico do museu na construção de narrativas e memórias e nos processos de resistência.


A direção de arte nesse projeto se desenvolveu em paralelo ao processo de edição. Com um universo de imagens potentes e bastante diferentes entre si - vídeos de cobertura, fotografias históricas e atuais, vídeos de entrevistas filmados pela equipe do documentário e também pelos próprios entrevistados, trechos de filmes antigos e recentes e mais.. - o desafio foi propor uma linguagem equilibrada aos diferentes formatos e tipos de mídias. Pensada em quatro partes - Prólogo, Florestanias, Sertanias e Ribeirias - a paleta cromática se identifica com cada capítulo do documentário, padronizando o modo como os títulos e chamadas aparecem de acordo com cada conteúdo apresentado.


Após reinauguração do Museu do Ipiranga, trechos do documentário compõe parte da exposição permanente do museu, nos expositores CONTRAPONTOS. O documentário foi lançado também na íntegra na plataforma SescTV. Confira o teaser de Florestanias:




ASSISTA AO DOCUMENTÁRIO COMPLETO NO SESCTV


ficha técnica:


direção e edição: Maria Thais e Yghor Boy assistência de direção: Ametonyo Silva

direção de arte e identidade visual: Luiza Nadalutti

produção: Gessica Arjona

roteiro: Luís Alberto de Abreu, Murilo de Paulo, Dione Carlos, Felipe de Moraes

trilha sonora original: Morris Picciotto

pesquisa iconográfica: Antonio Venancio, Eduardo Joly, FLora Rouanet

bottom of page